segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (5 a 12 de Dezembro)


O Sol irá brilhar hoje nos pontos mais altos da Serra do Gerês e nomeadamente no Pico da Nevosa. Esperam-se temperaturas baixas e chuva no próximo fim-de-semana.

domingo, 4 de dezembro de 2016

Paisagens da Peneda-Gerês (CXVII) - Pedra Bela


As cores de Outono num fim de tarde na Pedra Bela, Serra do Gerês.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Desafiar o infinito


Para quê desafiar o infinito quando o infinito somos nós?...

O autor fotografado por António Pinheiro à passagem do Modorno, Vale do Alto Homem, Serra do Gerês.

Fotografia © António Pinheiro (Todos os direitos reservados)

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (4 a 11 de Dezembro)


Começa uma semana que deverá ser sem precipitação nas Minas dos Carris. A chuva deverá voltar no último dia da semana.

sábado, 3 de dezembro de 2016

Paisagens da Peneda-Gerês (CXVI) - Ribeira de Modorno


A Ribeira de Modorno é um pequeno afluente do Rio Homem, Serra do Gerês. A sua passagem junto do Modorno, marca sensivelmente a metade da distância do percurso até às Minas dos Carris e é uma das paisagens mais peculiares de todo o trajecto.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

"Alminhas, nichos e capelas" da freguesia de Rio Caldo


Publicado em Agosto de 2016, "Alminhas, nichos e capelas" da freguesia de Rio Caldo é um interessante trabalho de recolha feito por Domingos Alves e que vem preencher um pouco mais e por outro lado alargar o conhecimento sobre o legado etnográfico, histórico e religioso da Serra do Gerês em geral e em particular de Rio Caldo.

A publicação pode ser adquirida na Junta de Freguesia de Rio Caldo.

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (1 a 8 de Dezembro)


Mantém-se a previsão de chuva para o fim-de-semana de 3 e 4 de Dezembro. No final da semana prevê-se uma subida da temperatura máxima que atingirá os 10ºC.

"Governo investe oito milhões e meio no Parque Nacional da Peneda-Gerês"


Notícia do jornal 'O Amarense'

"Governo investe oito milhões e meio no Parque Nacional da Peneda-Gerês"

O Governo vai investir oito milhões e meio de euros no Parque Nacional da Peneda-Gerês para o Plano Piloto de Prevenção de Incêndios Florestais e Recuperação de Habitats Naturais, tendo sido hoje lançado o primeiro aviso convite.

Fotografia: O Amarense

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Paisagens da Peneda-Gerês (XCV) - Minas dos Carris (II)


Há fotografias que captam toda a essência de um momento e esta fotografia do Tiago Teófilo capta isso mesmo. No fundo, a fotografia capta a vontade deste trabalho a caminho dos seus 10 anos de trazer à luz do dia a história e o sentir de um lugar «perdido» nas serranias geresianas.

Obrigado Tiago por este eternizado momento.

Fotografia © Tiago Teófilo (Todos os direitos reservados)

Minas dos Carris - 26 de Novembro de 2016


A chegada às Minas dos Carris a 26 de Novembro de 2016.

Vídeo © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Retalhos de Cabril - João Rodrigues Cabrilho


Célebre combatente e marinheiro do séc. XVI, João Rodrigues Cabrilho era natural de Lapela, Cabril. Fez-se marinheiro ao serviço de Castela e por isso, a casa onde nasceu se chama do "Galego".

Pouco se sabe dos primeiros anos da sua vida após o seu desembarque na ilha de Cuba no ano de 1516. Crê-se que Cabrilho, subordinado a D. Pedro de Alvarado, saiu de Cuba a 1518, para tomar parte na conquista do México, sob o comando do grande capitão Fernando Cortés Pizarro, o que se operou com êxito até ao ano de 1524.

Foi nesta campanha que Cabrilho como ombre de caballo evidenciou o seu valor de combatente, também é por esta altura que começaram a apelida-lo de Cabrilho, por ser natural de cabril. 

Feita a conquista e submissão do México, Cabrilho fixou-se na América Central, ajudando o capitão D. Pedro Alvarado a manter a ordem na Guatemala e ali permaneceu durante 12 anos, dedicando-se à agricultura, à pecuária e a construção de navios. Em 1536, Alvarado e Cabrilho deslocaram-se para a próxima região de S. Salvador, com o intuito de organizar uma forte expedição naval, que rumando ao ocidente, em pleno Oceano Pacífico, abrisse o caminho para a China e ilhas Molucas. Dois anos depois estava pronta a partir uma expedição de 13 navios tendo como comandante Alvarado e como almirante Cabrilho. 

Porém o vice rei do México, D. António Mendonça, colocou muitos embaraços e a expedição ficou inerte durante 4 anos. Entretanto, Pedro Alvarado acabou por falecer num desastre, o que levou a que a maior parte dos soldados e marinheiros se insubordinassem, ficando apenas a expedição naval reduzida a dois navios, o "San Salvador" e o "Vitória". O trajecto da viagem também acaba por ser alterado, e sob o comando de Cabrilho, saíram finalmente do porto Mexicano de Navidade no dia 27 de Junho de 1542.

A 2 de Julho, os navegadores avistam a ponta da península da Califórnia e aportam no lugar hoje chamado San Lucas. A 28 de Setembro detiveram-se numa magnifica baía hoje chamada de San Diego, onde permaneceram durante alguns dias e onde hoje existe uma bela estátua de João Rodrigues Cabrilho, colocada por iniciativa do governo Português. 

Cabrilho viria a falecer na ilha de San Miguel a 3 de Janeiro de 1543 e na mesma ilha foi sepultado em local que se desconhece.

João Rodrigues Cabrilho chegou a visitar algumas vezes a sua aldeia natal de Lapela e dessas visitas persiste ainda hoje uma preciosa e estimável relíquia. É um Cristo, crucificado numa cruz de madeira, relíquia e está classificada como objecto de arte castelhana do séc XVI. 


P.S. Obrigado à Família Rodrigues e ao António Príncipe por me convidarem a ver, tocar e fotografar o crucifixo.

Texto e fotografias de Ulisses Pereira

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (30 de Novembro a 7 de Dezembro)


O fim-de-semana será de chuva nas Minas dos Carris.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

O Vazio


Perante mim, o vazio.

A imensidão da manta branca sobre a qual caminhava levava-me para o lugar onde fiquei imóvel pela primeira vez. O que ali entrou dentro de mim não vou conseguir saber, apenas sentir a imensidão do véu que me envolvia como uma mortalha num leito de morte, uma passagem para um reino maravilhoso.

Fotografia © Tiago Teófilo (Todos os direitos reservados)

Paisagens da Peneda-Gerês (XCIV) - Mariola


Adornada com os cenários de Inverno, uma mariola na Costa de Varziela, Serra do Gerês.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)